Terça, 23 de Julho de 2024
25°

Tempo limpo

Itapaci, GO

Geral INFRAESTRUTURA

Governo do Pará garante água potável em áreas rurais com investimento de R$ 65 milhões do Novo PAC Seleções

Os microssistemas de abastecimento, aprovados pelo Ministério das Cidades, terão impacto na melhoria da qualidade de vida da população, contribuind...

10/07/2024 às 08h06
Por: TVC ITAPACI BRASIL Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

O Governo do Pará teve 25 propostas aprovadas pelo Ministério das Cidades para receber recursos do Novo PAC Seleções, especificamente no eixo Água para Todos - Abastecimento de Água Rural, com R$ 65 milhões disponíveis. A Secretaria de Estado das Cidades e Integração Regional (Secir) será responsável pela execução das obras em 17 dos 25 municípios contemplados. Serão instalados microssistemas de abastecimento em diversas localidades rurais do território paraense.

"Das 247 propostas cadastradas em todo o Brasil, as primeiras propostas aprovadas em todo o Brasil são do Estado do Pará, sendo 17 delas da Secretaria das Cidades e Integração Regional. Este avanço significativo garantirá água de qualidade para a população rural, melhorando a qualidade de vida e reduzindo as desigualdades sociais. Vai levar benefícios para áreas que atualmente não têm acesso à água potável", destacou Fernanda Paes, titular da Secir. Água potável para a população da zona rural: saúde e qualidade de vida chegando às comunidades mais distantes

Os municípios que receberão obras executadas pela Secir são Alenquer, Almeirim, Aveiro, Santarém, Terra Santa, Belterra, Itaituba, Juruti, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha e Rurópolis, na região Oeste, e Breves, Curralinho e Salvaterra, no Arquipélago do Marajó. O investimento chega a quase R$ 50 milhões.

"Todos os projetos são destinados a localidades rurais, sem nenhum direcionamento para áreas urbanas. Vamos levar água potável com as condições ideais para a área rural de municípios como Almeirim, Alenquer, Breves, Itaituba e Santarém", informa Frederico Mendes, diretor da Secir.

Tratamento e energia solar- Os microssistemas, explica Frederico Mendes, serão projetados para utilizar captação subterrânea, por meio de poços com bombas submersas. "Cada sistema terá um processo de tratamento adequado, adaptado conforme a qualidade da água captada. Estamos planejando incluir aeradores para remoção de ferro, filtros para eliminar impurezas e cloradores para desinfecção da água, garantindo sua potabilidade", acrescenta o diretor.

Os microssistemas serão adaptados conforme as necessidades locais. Alguns terão rede de abastecimento e ligações domiciliares, enquanto outros adotarão um modelo mais simples, com chafarizes. Ainda segundo Frederico Mendes, "o sistema de chafariz consiste em torneiras diretamente conectadas ao reservatório, facilitando o acesso comunitário à água".

Para assegurar o funcionamento contínuo, o projeto prevê a instalação de painéis solares em quase todos os microssistemas. "Essa medida é essencial para garantir o suprimento de água potável em áreas remotas, que frequentemente sofrem com a falta de energia elétrica", explica o diretor da Secir.

Momento especial- Flávio Gomes Júnior, diretor do Departamento de Saneamento Rural e de Pequenos Municípios da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental, do Ministério das Cidades, esteve em Belém participando da 11ª Edição da Caravana Federativa, realizada nos dias 4 e 5 de julho, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

Na ocasião, sobre a aprovação das propostas para o abastecimento de água em áreas rurais, ele disse que “foi um momento significativo, especialmente por estar no Estado durante a Caravana Federativa. Foram 25 propostas apresentadas pelo Governo do Pará para ações de saneamento, incluindo o abastecimento de água em áreas rurais, com montante de R$ 65 milhões”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários