Terça, 23 de Julho de 2024
25°

Tempo limpo

Itapaci, GO

Geral Governo

Governo de Minas reforça importância do lítio para a transição energética durante o Brazil Lithium Summit

Vice-governador destaca ações do Estado para desenvolvimento socioeconômico da região do Vale do Jequitinhonha, entre outras iniciativas para garan...

13/06/2024 às 19h41
Por: TVC ITAPACI BRASIL Fonte: Secom Minas Gerais
Compartilhe:
Dirceu Aurélio / Imprensa MG
Dirceu Aurélio / Imprensa MG

O vice-governador Professor Mateus participou de um dos maiores eventos para discutir a importância do lítio como fonte de energia para um futuro mais sustentável, o Brazil Lithium Summit, realizado no Minascentro, em Belo Horizonte. Com o objetivo de discutir a importância do lítio como fonte de energia de um futuro mais sustentável, o evento reuniu setores público e privado, com a apresentação dos principais projetos do Brasil, pelas empresas investidoras, e atualizações e políticas da indústria para apoiar o desenvolvimento do país.

Neste intercâmbio de experiências, o Governo de Minas levou ao fórum, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e sua agência vinculada Invest Minas, a importância do programa econômico-social Vale do Lítio, que tem como grande prioridade desenvolver cidades do Norte e Nordeste do estado.

Na abertura do segundo dia do evento, nesta quinta-feira (13/6), o vice-governador sinalizou aos empresários a necessidade do uso consciente dos recursos naturais.

“Quando se trata de mineração, somos o centro da mineração brasileira. Nós temos os minerais de transição, chamados minerais estratégicos. Podemos falar de terras raras, de grafeno, do nióbio e a estrela do momento é o lítio, por conta das baterias que serão necessárias neste processo de transição energética que acontece no mundo”, afirmou.

Professor Mateus também destacou a intenção do governo em ampliar a cadeia que envolve o mineral.
 

 

"Nosso objetivo não é só minerar o lítio. Já temos no estado um início de processo de beneficiamento do lítio e queremos continuar descendo na cadeia para que possamos alcançar novos investimentos e uma cadeia mais qualificada", enfatizou o vice-governador.

 
  
  


Mais desenvolvimento

No Brazil Lithium Summit, foram apresentadas estratégias imediatas e também as de longo prazo. Dentre as ações do poder público, o vice-governador ressaltou a atuação do Governo de Minas para o desenvolvimento socioeconômico da região do Jequitinhonha, na capacitação de trabalhadores, na estruturação da saúde e da segurança pública e na infraestrutura, pensando no escoamento da produção. 

“É uma região historicamente conhecida pelas suas limitações financeiras e sociais. A mão de obra ali também ficou estacionada pela falta de oportunidade. Estamos nos desdobrando em uma série de projetos que o governador segue acompanhando pessoalmente”.

Também participaram do fórum o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) , Fernando Passalio, e o diretor-presidente da Invest Minas , João Paulo Braga. A agência estadual de atração de investimentos foi uma das principais parceiras na realização do Brazil Lithium Summit.
 

Dirceu Aurélio / Imprensa MG
Dirceu Aurélio / Imprensa MG

Investimento 

Em um ano, o valor total de investimentos privados em Minas Gerais já ultrapassa os R$ 5,5 bilhões e 10 mil empregos diretos e indiretos gerados. Cinco grandes empresas estão investindo na região do Vale do Jequitinhonha, duas delas já em operação e exportando o mineral. Uma empresa investe na região do Campo das Vertentes. Até 2030, a previsão será de um investimento de R$ 20 a R$ 30 bilhões.

'Vale da Esperança'

Idealizado pelo Governo de Minas, por meio da Sede e da Invest Minas, o Vale do Lítio é resultado de articulação com diversos órgãos governamentais estaduais e municipais para a formulação de políticas públicas, com foco na atração de empresas e investimentos, qualificação da mão de obra, incentivo à tecnologia e fornecimento da infraestrutura necessária para o crescimento da região.

O mineral é utilizado em diversas aplicações, sendo a mais comum a fabricação de baterias de longa duração, que equipam veículos elétricos e aparelhos eletroeletrônicos. Em pouco mais de um ano de sua criação, o Vale do Lítio já atraiu cerca de R$ 5,5 bilhões em negócios e gerou 10 mil empregos, entre diretos e indiretos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários